Medicina Especialidade Clínica Geral

Uma paciente com 27 anos de idade, casada, 6º mês da primeira gestação, apresenta-se no ambulatório, encaminhada por seu obstetra, por ter apresentado, na rotina de exames de pré-natal, sorologia para o HIV – não reagente e VDRL – reagente 1:16, FtAbs IgG reagente e FtAbs IgM, não reagente. A paciente informa que há 2 anos seu marido e único parceiro teve diagnóstico de sífilis secundária por apresentar manchas na pele inclusive da palma das mãos. A paciente na ocasião decidiu não fazer o tratamento recomendado como profilaxia porque não apresentava sintomas. Já usou quando criança e não refere alergia a penicilina.

Qual a conduta terapêutica mais apropriada?

  • A. Penicilina benzatina, 2,4 milhões de U IM.
  • B.

    Penicilina benzatina, 2,4 milhões de U IM por semana, por 3 semanas.

  • C.

    Penicilina benzatina, 2,4 milhões de U IM por semana, por 2 semanas.

  • D.

    Conduta expectante, porque o VDRL apresentava título baixo.

  • E.

    Ceftriaxona, 250 mg de 12 em 12 horas, por 10 dias.