Medicina Especialidade Clínica Geral

Uma mulher de 22 anos de idade, procedente de zona rural, que procurou atendimento ambulatorial com queixas de dificuldade respiratória, estridor e rouquidão, intensa prostração, há dois dias tem apresentado febre (37-38 ºC), dor de garganta leve e dificuldade de deglutição. Ela negou doenças anteriores, relatou somente ter recebido vacina contra meningite. O exame clínico mostrou: temperatura axilar = 38 ºC, freqüência cardíaca = 100 bpm, paciente toxemiada, prostrada, em regular estado geral, com pescoço taurino. Na rinofaringe, observou-se extensa placa branco-acinzentada aderente à parede posterior da faringe, epiglote e região subepiglótica. Sem outras alterações clínicas. A partir da investigação diagnóstica, fez-se o diagnóstico de difteria.

 Tomando como base essas informações, julgue os itens a seguir.

Como a difteria confere imunidade, a paciente em questão não necessita ser vacinada após a alta hospitalar, independentemente do seu estado vacinal prévio.

  • C. Certo
  • E. Errado