Medicina Especialidade Clínica Geral

Modelos para a avaliação do prognóstico são úteis na estimativa da gravidade de várias doenças e da sobrevida, além de sua utilidade na tomada de decisões. Em pacientes com insuficiência hepática crônica, são usados dois modelos prognósticos: o escore de Child-Turcotte-Pugh e, mais recentemente, o chamado MELD (model for end-stage liver disease). Com relação a esses modelos, julgue os itens que se seguem.

O sistema de escore de Child-Turcotte-Pugh considera as seguintes variáveis: bilirrubina (mg/dL), albumina sérica (mg/dL) e o tempo de protrombina (em segundos ou RNI) e a presença (e nível de gravidade) de ascite e encefalopatia.

  • C. Certo
  • E. Errado