Medicina Especialidade Clínica Geral

Um paciente de 72 anos de idade, em consulta no ambulatório do STM, relatou apresentar quadro de febre recorrente, que perdura por doze meses. Havia 45 dias não apresentava quadro febril. No primeiro episódio de febre, ocorrido havia doze meses, em razão de infecção das vias aéreas superiores, o paciente foi medicado com ampicilina, que foi usada por cinco dias, o que resultou na melhora do quadro e no desaparecimento da febre. Dois meses após esse primeiro episódio, a febre reapareceu, acompanhada por letargia e perda de peso. Em face desse novo quadro, foi realizado exame rotineiro de urina (EAS), o qual referiu uma infecção, que foi tratada com cefalexina durante sete dias. Apesar de o tratamento ter trazido melhora, com a remissão do quadro febril, a letargia e a perda de peso persistiram. A ocorrência de uma gripe desencadeou um novo episódio febril, que foi tratado, com sucesso, com o uso de levofloxacin durante sete dias. Ao exame clínico, o paciente apresentou temperatura de 37.6 ºC, além de ter se apresentado com aparência cansada e aspecto emagrecido. O exame referiu resultados normais, exceto pela constatação de sopro sistólico audível na base direita.

Considerando o quadro clínico acima, julgue os itens subsequentes.

Nesse caso clínico, a solicitação de hemocultura é de pouca utilidade, pois o uso de diversos antibióticos pode tornar o resultado desse exame falso-negativo.

  • C. Certo
  • E. Errado