Medicina Especialidade Clínica Geral

A Insuficiência Cardíaca (IC) resulta da interação complexa de mecanismos compensatórios usados pelo corpo para ajustar-se à redução do débito cardíaco em resposta a estresses impostos ao miocárdio. Com relação ao diagnóstico e a clínica (IC), é INCORRETO afirmar que:

  • A.

    a dispneia, seja em repouso ou ao esforço, está presente em quase todos os pacientes com insuficiência cardíaca e indica disfunção ventricular esquerda;

  • B.

    as manifestações primárias de insuficiência cardíaca sintomática são, dispnéia e fadiga; são, portanto sintomas clínicos sensíveis e específicos suficientes para se definir o diagnóstico de (IC);

  • C.

    a ortopneia, dispneia paroxística noturna e edema periférico, são sintomas úteis para o diagnóstico de (IC) e a tosse improdutiva crônica, sibilos e nictúria, são inespecíficos para o diagnóstico;

  • D.

    é importante solicitar provas de função tireoidiana para descartar um hipo ou hipertireoidismo, que são causas possíveis de Insuficiência Cardíaca;

  • E.

    um alto índice de suspeição é essencial para se diagnosticar síndrome de Insuficiência Cardíaca no início de sua apresentação clínica, porque esta pode frequentemente se manifestar por sinais e sintomas inespecíficos.