Medicina Especialidade Clínica Geral

Estudo realizado por Figueiró AC et al. (2011), demandado pelo Ministério da Saúde (MS), entre outros aspectos analisou a qualidade técnico-científica da assistência aos pacientes que foram a óbito por dengue na rede pública em dois municípios brasileiros. Dentre as conclusões encontram- se: ...o que parece influenciar diretamente a ocorrência do óbito é o manejo clínico dos casos. Verificou-se que a assistência aos pacientes não alcançou o nível de adequação esperada em nenhum dos serviços avaliados e que as recomendações do Ministério da Saúde para o manejo dos casos de dengue não estão sendo seguidas. São sinais de alarme na dengue, EXCETO:

  • A.

    dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes e hipotensão postural e/ou lipotímia.

  • B.

    hepatomegalia dolorosa, sangramento de mucosa, hematêmese e/ou melena.

  • C.

    sonolência e/ou irritabilidade, diminuição da diurese e hipotermia.

  • D.

    aumento repentino do hematócrito, queda abrupta de plaquetas, desconforto respiratório.

  • E.

    rush cutâneo, intensas dores musculares e dor retrorbital.