Medicina Especialidade Clínica Geral

São apresentadas as principais características de acidentes ofídicos de que foram vítimas três grupos de pacientes:

− GRUPO I: 90% dos envenenamentos ofídicos no Brasil. Necrose em extremidade com posterior evolução para amputação, gengivorragia, equimoses e hematúria.

 − GRUPO II: 9% dos casos. Fenômenos neuroparalizantes de aparecimento precoce: ptose palpebral, oftalmoplegia, mialgia, mioglobinúria, insuficiência renal aguda.

 − GRUPO III: menos de 1% dos casos registrados no Brasil devido a pouca agressividade da serpente.Nas formas graves há ptose palpebral, pupilas midriáticas e insuficiência respiratória aguda.

Acidentes elapídico, crotálico e botrópico correspondem, respectivamente, aos grupos

  • A.

    I, II e III.

  • B.

    III, II e I.

  • C.

    II, I e III.

  • D.

    III, I e II.

  • E.

    II, III e I.