Medicina Especialidade Clínica Geral

Texto para as questões de 39 a 42

Uma paciente, de trinta e dois anos de idade, com diagnóstico de hepatite crônica foi atendida pelo SAMU em sua residência com relato de falta de ar progressiva havia quatro dias, desconforto torácico ventilatório-dependente e sonolência havia doze horas. O exame físico, na admissão, mostrou pressão arterial de 65 mmHg × 45 mmHg, frequência cardíaca de 120 bpm e frequência respiratória de 30 irpm. Durante a realização desse exame, a paciente tornou-se arresponsiva, sem respiração espontânea e sem pulso arterial. Como naquele momento inicial nem o desfibrilador/monitor cardíaco e nem o material de intubação orotraqueal estavam disponíveis (encontravam-se na ambulância), o médico assistente iniciou os procedimentos de suporte básico de vida.

É recomendado que, no momento da compressão torácica, o esterno desse paciente seja adequadamente comprimido, garantindo-se uma profundidade mínima de compressão de

  • A.

    um centímetro.

  • B.

    dois centímetros.

  • C.

    três centímetros.

  • D.

    quatro centímetros.

  • E.

    cinco centímetros.