Medicina Especialidade Clínica Geral

Uma mulher usuária de crack e cocaína há quatro meses foi trazida ao pronto-socorro desmaiada. Os amigos informaram que ela andava agitada nas últimas semanas. Antes de desmaiar, apresentou quadro sugestivo de crise convulsiva generalizada. Durante o exame clínico, observou-se que ela se encontrava em más condições de higiene, emagrecida, desidratada e torporosa. Sua temperatura era de 37,1 °C, e a saturação de O2 de 98 %.

A respeito dessas informações, assinale a opção correta.

  • A.

    A prioridade de atendimento inicial deve ser a estabilização clínica, hidratação vigorosa e medidas de aporte calórico e nutricional. A paciente deve ser monitorada e submetida à investigação subsidiária, pois não se devem descartar outras condições clínicas, como infecções, alterações metabólicas, sepse e acidente vascular cerebral nesse caso.

  • B.

    O estado nutricional da paciente favorece o aparecimento de várias infecções. A infecção prevalente em usuários de cocaína e crack é a endocardite por estreptococos viridans.

  • C.

    O uso crônico de crack está associado a um risco aumentado de pneumonia bacteriana, que afeta os lobos superiores dos pulmões, condição que é conhecida como pulmão de crack.

  • D.

    O consumo de cocaína e crack tem sido diretamente associado à infecção pelo vírus da imunodeficiência humana e essa é a principal hipótese para justificar o quadro da paciente.

  • E.

    O quadro de agitação e convulsão, febre baixa e perda de apetite aponta para o diagnóstico de meningoencefalite meningocócica, muito comum em usuários de crack.