Medicina Especialidade Clínica Geral

Um paciente com vinte e nove anos de idade deu entrada na emergência hospitalar com quadro de desconforto precordial, palpitação, tontura e mal-estar. Nega uso de drogas ou medicamentos de uso continuado. Refere libação etílica recente. Sua frequência cardíaca está em torno de 160 bpm e o seu pulso é irregular. Foi realizado eletrocardiograma, que revelou fibrilação atrial (FA). Com base nessas informações, assinale a opção correta.

  • A.

    A FA paroxística designa episódios de FA com término espontâneo em até 24 horas.

  • B.

    De acordo com as diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia, são considerados fatores de risco elevados para FA: sexo feminino, idade entre 65 e 74 anos, doença coronariana e tireotoxicose.

  • C.

    Na FA persistente, os episódios de FA duram até 7 dias e geralmente devem ser revertidos.

  • D.

    A relação entre FA e acidente vascular cerebral é conhecida e acontece apenas em indivíduos portadores de doença cardíaca de base.

  • E.

    A manifestação inicial da FA tanto pode ser uma complicação embólica quanto uma exacerbação de insuficiência cardíaca, mas a maioria dos pacientes se queixa de palpitações, dor torácica, dispneia, fadiga, tontura ou síncope.