Medicina Especialidade Clínica Geral

Uma mulher de 30 anos, em uso de antidepressivo tricíclico há 6 meses, queixa-se de dor na garganta, mialgia difusa, labilidade emocional e insônia há 1 semana. O exame da garganta é normal. Tem sensibilidade aumentada na face anterior do pescoço, pulso = 104 bat/min, PA = 130x60 mmHg, T = 37 °C e tremores de extremidades. Os exames mostram Hb = 13 g/dL, leucócitos = 10000/mm3, sem desvio, VHS = 48 mm/1a hora, TSH indetectável, T4 livre = 6,0 ng/ml (normal de 0,8 a 2,4), T3 = 280 ng/ml (normal de 100 a 200). A captação de Iodo radioativo pela tireóide foi de 2% em 24 horas. O diagnóstico mais provável é de

  • A.

    hipertireoidismo factício.

  • B.

    bócio nodular tóxico.

  • C.

    doença de Graves.

  • D.

    tireoidite de Hashimoto.

  • E.

    tireoidite subaguda.