Medicina Especialidade Clínica Geral

apresenta-se como candidato a doação de sangue paciente de 59 anos de idade, diabético tipo II, em uso regular de insulina NPH, em dose de 84 unidades por dia há cerca de 1 ano. Seus exames mais recentes mostram: glicemia de jejum = 125 mg/dl e glicemia pósprandial (180 minutos) = 174 mg/dl. O paciente não tem nenhum outro fator de risco cardiovascular adicional. Sobre o caso pode-se afirmar que:

  • A.

    O paciente apresenta controle insatisfatório da glicemia e a doação de sangue depende de se atingir glicemia de jejum < 110 mg/dl e pós-prandial (1-2 horas) < 160 mg/dl.

  • B.

    O paciente apresenta controle insatisfatório da glicemia e a doação está contraindicada definitivamente.

  • C.

    O paciente apresenta controle adequado da glicemia, mas a doação está definitivamente contraindicada.

  • D.

    O paciente apresenta controle adequado da glicemia, e não há contraindicação para a doação.