Medicina Especialidade Clínica Geral

Um paciente, de cinquenta e sete anos de idade, foi atendido em unidade hospitalar apresentando disartria, hemiparesia esquerda e crise convulsiva tônico-clônica generalizada. Ao ser indagado, o paciente afirmou ser tabagista inveterado e ter histórico pregresso de hipertensão arterial e intolerância à glicose. O quadro clínico do paciente evoluiu, tendo ele apresentado dificuldade respiratória, diminuição do nível de consciência e crises convulsivas reiteradas. Ao exame físico, o paciente apresentou pressão arterial de 168 mmHg × 98 mmHg; frequência cardíaca de 100 bpm; frequência respiratória de 25 irpm; e saturação de O2 de 92%.

Com base no caso clínico apresentado, julgue os itens que se seguem.

O tratamento de escolha para a interrupção das crises convulsivas consiste no emprego de hidantal, uma vez que os benzodiazepínicos, além de terem efeito de curta duração, não são tão eficazes quanto a fenitoína.

  • C. Certo
  • E. Errado