Medicina Especialidade Clínica Geral

No que diz respeito ao mais abrangente estudo internacional sobre fatores de risco para infarto do miocárdio (The Interheart Study), realizado com indivíduos de 52 países, inclusive o Brasil, NÃO é correto afirmar que:

  • A.

    A alimentação rica em vegetais, o consumo regular de álcool e a prática regular de exercícios físicos foram considerados fatores redutores de risco coronário (fatores de proteção).

  • B.

    Os fatores de risco apresentados explicam a grande maioria dos casos de infarto do miocárdio.

  • C.

    Fatores psico-sociais foram relacionados significativamente com os eventos coronarianos agudos.

  • D.

    A obesidade global (IMC acima de 30) e a obesidade abdominal (relação cintura / quadril elevada) ocasionam significativas e similares elevações de risco para doença coronariana.