Medicina Especialidade Dermatologia

O teste de Montenegro é uma reação do tipo tuberculínica, cuja leitura é feita após 72 horas à injeção do antígeno. Em geral, aplica-se de 0,1 a 1,15 ml de uma solução de salina fenolada a 0,4%, contendo cerca de 3 x 106 leptomonas ou promastigotas por ml. Com relação a esse antígeno e ao diagnóstico da doença a qual ele se destina, podemos afirmar que o teste:

  • A.

    deve ser feito exclusivamente por via subcutânea

  • B.

    apresenta baixa especificidade para o diagnóstico da leishmaniose

  • C.

    pode ser negativo na leishmaniose cutâneo difusa

  • D.

    costuma ser positivo, mesmo nas fases mais precoces da leismaniose

  • E.

    pode ser empregado no diagnóstico de qualquer tripanosomatíeo