Medicina Especialidade Dermatologia

Um paciente com 38 anos de idade, branco, procurou o ambulatório, queixando-se do aparecimento de pápula eritematosa que evoluiu para lesão tumoral localizada na região frontal, iniciada há 6 meses, que não coça nem dói. No exame físico, observou-se lesão tumoral, protuberante, com superfície íntegra, arredondada, violácea, endurecida, medindo em torno de 5 cm, localizada na região frontal direita, e os gânglios regionais estavam sem alterações aparentes.

Considerando as hipóteses diagnósticas e as condutas relativas ao caso e outras dermatoses relacionadas, julgue os itens seguintes.

Uma hipótese diagnóstica a ser considerada é o dermatofibrossarcoma protuberans, cujo diagnóstico é feito pelo exame histopatológico. São detectadas, caso se confirme, a presença de fibroblastos atípicos e a formação de colágeno. A conduta terapêutica compreende exérese ampla com seguimento cuidadoso para detecção precoce de recidivas.

  • C. Certo
  • E. Errado