Medicina Especialidade Endocrinologia

Um paciente de 48 anos de idade procurou atendimento médico, queixando-se de cefaléia, alteração visual, ganho de peso, diminuição da libido e artralgias. A avaliação hormonal demonstrou prolactina = 32 mg/L (VR = 5-25); cortisol = 16,8 mg/dL (VR: 5-18); TSH = 0,1 mUI/mL, T4 livre = 0,6 ng/mL (VR = 0,7-1,8); IGF-1= 1.254 ng/mL (VR = 100 a 258 ng/mL); FSH = 0,3 ng/mL, LH = 0,5 ng/mL e testosterona < 20 pg/mL (VR = 270 a 1.070). A ressonância magnética de sela túrcica demonstrou macroadenoma hipofisário de 37 mm × 21 mm, com invasão supra e parasselar.

Julgue os itens que se seguem, tendo como referência o caso clínico acima.

Trata-se provavelmente de um macroadenoma hipofisário somatolactotrófico, o que torna a cabergolina a primeira opção no tratamento farmacológico desse paciente.

  • C. Certo
  • E. Errado