Medicina Especialidade Endocrinologia

Um homem de 28 anos procurou o endocrinologista com queixas de ganho de peso e fraqueza nos membros inferiores. Ao exame físico, era digno de nota a presença de estrias violáceas abdominais, enquanto a pressão arterial era de 150 / 95 mmHg e o índice de massa corpórea, 28,5 kg/m2 . Na avaliação laboratorial constatou-se: glicemia = 115 mg/dL; potássio sérico = 2,9 mEq/L; cortisol sérico (CS) às 8:00 h (basal) = 38 µg/dL (VR = 5-25 µg/dL); CS às 8:00 h após supressão noturna com 1 mg de dexametasona (DMS) = 15 µg/dL; CS após supressão com 0,5 mg de DMS de 6/6 h por 48 h = 15 µg/dL; CS às 8:00 h após supressão noturna com 8 mg de DMS = 32 µg/dL/; ACTH = 80 e 85 pg/mL (VR=10-60 pg/mL); pico do ACTH após CRH, 94 pg/mL. A ressonância magnética revelou um adenoma hipofisário de 0,4 cm. Qual a hipótese diagnóstica mais provável para explicar as alterações hormonais apresentadas por este paciente?

  • A.

    Obesidade

  • B.

    Tumor adrenal secretor de cortisol

  • C.

    Doença de Cushing

  • D.

    Síndrome de Cushing exógena

  • E.

    Síndrome do ACTH ectópico.