Medicina Especialidade Gastroenterologia

Quanto à história da Doença do Refluxo Gastro-Esofageano, podemos afirmar que:

  • A. O prognóstico é excelente.
  • B.

    A principal complicação é a perfuração do esôfago.

  • C.

    Existe correlação clara entre a severidade dos sintomas e a intensidade da esofagite.

  • D.

    Recorrência ocorre em menos de 50% dos pacientes, após 30 semanas de interrupção do tratamento clínico.

  • E.

    Esôfago de Barrett ocorre em mais de 50% dos pacientes com esofagite e sem tratamento adequado.