Medicina Especialidade Genética

Uma paciente de trinta e cinco anos de idade, G3P2 (1C1N), deu entrada no pronto-socorro com quadro de cefaleia moderada, ansiedade e queixa de visão borrada havia doze horas. Ela não portava o cartão pré-natal, mas informou estar com trinta e seis semanas de gestação, embora não lembrasse a data da última menstruação. Seu exame físico mostrou: pressão arterial (PA) de 180 mmHg × 110 mmHg, edema de membros inferiores, sinais de hiper-reflexia, frequência cardíaca (FC) de 80 bpm, batimentos cardiofetais (BCF) de 144 bpm, rítmicos, sem desacelerações; fundo uterino de 35 cm; dinâmica uterina de 03/40"/10'; o exame de toque acusou colo impérvio, encurtado; o resultado do hemograma demonstrou: hemoglobina = 10 g/dL; TGO = 130 U/L; TGP = 101 U/L; contagem de plaquetas = 80.000/mm³; bilirrubina total = 1,4 mg%.

Com base nesse quadro clínico, julgue os itens a seguir.

O quadro descrito é compatível com o diagnóstico de iminência de eclâmpsia complicada por síndrome HELLP, razão por que a paciente deve receber terapia anti-hipertensiva (hidralazina 5 mg por via endovenosa a cada vinte minutos) e sulfato de magnésio (4 g de MgSO4, por via endovenosa em dose de ataque em dez minutos, seguida de infusão na velocidade de 1 a 2 g/h, na manutenção); além disso, a interrupção da gestação é mandatória.

  • C. Certo
  • E. Errado