Medicina Especialidade Geriatria

     Um homem idoso, viúvo, grande investidor do mercado

financeiro, morreu e deixou, sob a responsabilidade de seu

advogado, um testamento que beneficiava, com 75% dos seus

bens, sua companheira de 45 anos de idade, com quem vivera nos

últimos 3 anos. As 2 filhas advindas do seu primeiro casamento

discordaram da vontade paterna expressa no testamento e

contrataram advogados para tentar, por via judicial, a revisão da

distribuição da herança. Um geriatra foi contratado pelas filhas

para fazer uma análise do histórico de saúde do falecido, uma vez

que as filhas relatavam que o pai teve episódios de lapsos de

memória nos últimos anos de vida. O relatório do geriatra

informou que o paciente era diabético em uso de hipoglicemiante

oral; hipertenso controlado com 5 mg de ramipril; havia feito uma

tomografia no último ano de vida que acusou discreta dilatação

ventricular, sinais de microangiopatia e alterações compatíveis

com pequenos infartos.

Com base nos dados que compõem a situação hipotética acima,

julgue os próximos itens.

O quadro clínico de lapsos de memória e a tomografia são compatíveis com o diagnóstico de Cadasil.

  • C. Certo
  • E. Errado