Medicina Especialidade Geriatria

São características da síndrome da fragilidade.

  • A.

    Aumento de: proteína C reativa, interleucinas 1 e 6 e fator de necrose tumoral (TNF). Diminuição de: hormônio do crescimento (GH), testosterona, somatomedina e eritropoietina.

  • B.

    Piora da limitação funcional, gasto energético semanal baixo, exaustão referida, diminuição da força de preensão palmar sem afetar marcadores como TNF, interleucinas e GH.

  • C.

    Ser mais comum no sexo feminino, raça branca e em portadores de doenças crônicas.

  • D.

    Aumento do fator de necrose tumoral e somatomedina.

  • E.

    Diminuição do hormônio do crescimento, somatomedina, vitamina D, interleucinas 1 e 6 e eritropoietina.