Medicina Especialidade Geriatria

Uma paciente, com sessenta anos de idade, diabética, exlavradora, tabagista de longa data, trazida a emergência com quadro de epistaxe e febre há dois dias. Exames laboratoriais mostraram anemia, plaquetopenia e neutropenia. Exame físico normal. PA 110 mmHg × 70 mmHG FC 80 bpm. Após melhora do quadro, foi encaminhada ao seu médico geriatra para investigação diagnóstica. Realizou hemograma completo quinze dias após apresentar agravamento da anemia e da plaquetopenia. Feito esfregaço de sangue periférico e da medula óssea, o diagnóstico foi compatível com síndrome mielodisplásica.

Com relação a esse quadro clínico, assinale a opção correta.

  • A.

    O Tabagismo prévio e o contato com pesticidas são fatores de risco para mielodisplasia.

  • B.

    A anemia microcítica é uma anormalidade comum do sangue periférico.

  • C.

    Aproximadamente 20% dos pacientes tem idade maior ou igual a sessenta anos de idade.

  • D.

    O fato de a paciente ser diabética piora o prognóstico da doença.

  • E.

    O achado de anomalia de Pelger-Huet no aspirado de medula óssea exclui o diagnóstico de mielodisplasia.