Medicina Especialidade Ginecologia

Paciente no 4.º dia de puerpério de parto cesariana, apresentando febre de 39°C nos dois últimos dias consecutivos, leucograma com 30 000 leucócitos e desvio à esquerda. Ao exame físico, apresenta-se com orofaringe normal, ausculta pulmonar normal, abdome flácido, indolor, RHA (+), cicatriz cirúrgica normal e loquiação fisiológica. Diante desse quadro, pode-se afirmar que

  • A.

    se trata de uma infecção puerperal e deve-se empregar antibioticoterapia abrangente.

  • B.

    a hipótese mais provável é de uma fase inicial de virose e, portanto, deve-se tratar como tal.

  • C.

    o quadro clínico afasta uma morbidade febril puerperal.

  • D.

    se deve aguardar o aparecimento de sinais clínicos de infecção para iniciar a antibioticoterapia.

  • E.

    se deve aguardar, pois se trata de febre decorrente de reabsorção de sangue do procedimento cirúrgico.