Medicina Especialidade Ginecologia

Mulher de 58 anos vai ao Serviço de Ginecologia do Instituto de Perinatologia Social com relato de perda de urina durante grandes esforços (como correr na esteira, subir rapidamente escada e pular) há 2 anos. É nuligesta. Informa menopausa há 5 anos e sem uso de terapia hormonal. O exame físico revelou os seguintes achados de acordo com a classificação da Sociedade Internacional de Continência (POP-Q):

Marque a alternativa CORRETA sobre o diagnóstico e tratamento da incontinência urinária dessa paciente.
  • A.

    O diagnóstico é incontinência urinária de esforço por defeito esfincteriano uretral e o sling pubo-vaginal é uma opção de tratamento nesse caso.

  • B.

    O diagnóstico é incontinência urinária de esforço por hipermobilidade do colo vesical e a cirurgia com colocação de faixa suburetral sem tensão (TVT ou TVT-O) pode ser indicada.

  • C.

    O diagnóstico é incontinência urinária por baixa complacência (pressão de perda >120cmH2O) e a prescrição de anticolinérgico seletivo tem boa resposta.

  • D.

    O diagnóstico é incontinência urinária de esforço por defeito esfincteriano uretral e a prescrição de estrogênio tópico apresenta boa eficácia.

  • E.

    O diagnóstico é incontinência urinária de esforço por hipermobilidade do colo vesical, devendo ser indicado colporrafia anterior.