Medicina Especialidade Ginecologia

Mulher de 47 anos vai a consulta ginecológica de rotina. Nega queixas. Informa antecedente pessoal de exérese de nódulo de mama direita (fibroadenoma) há 15 anos. Apresenta antecedente familiar de câncer de mama em avó materna aos 70 anos. Realizou última mamografia há 2 anos com resultado: classe 2 (BI-RADS). Após exame clínico sem anormalidades, realizou mamografia bilateral, complementada com ultrassonografia de mamas. A ultrassonografia revelou nódulo de 0,6 x 0,4cm em QSE de mama direita, com bordas regulares e sem sombra acústica (classe 3 – BI-RADS).

Escolha a alternativa CORRETA que correlaciona os fatores de risco para câncer de mama e a conduta adequada.

  • A.

    A história familiar e o antecedente de lesão proliferativa (fibroadenoma) aumentam o risco (4 a 5 vezes) desta paciente desenvolver câncer de mama. Solicitar core biopsy.

  • B.

    O gênero feminino e a idade são os fatores de risco mais significativos para esta paciente. Solicitar acompanhamento clínico e ultrassonográfico com 6 meses.

  • C.

    O aparecimento repentino do nódulo mamário é um indicativo de patologia mamária maligna. Indicar exérese do nódulo.

  • D.

    A característica ultrassonográfica do nódulo (classe 3) sugere a possibilidade de malignidade por volta de 15%. Indicar exérese do nódulo.

  • E.

    A hereditariedade é responsável por 5 a 10% dos cânceres de mama em mulheres com idade menor que 50 anos. Solicitar acompanhamento clínico e ultrassonográfico com 6 meses.