Medicina Especialidade Ginecologia

Mulher de 48 anos relata sangramento vaginal abundante há 25 dias, associada a dor pélvica. Informa ciclos menstruais regulares até 2 meses atrás. Ansiosa, deseja retirar o útero, pois uma amiga estava com o mesmo quadro e realizou histerectomia vaginal sem complicações. Nega patologias sistêmicas. Antecedente de 2 partos (cesáreas) e ligadura tubária. Durante exame clínico, não foram encontradas alterações genitais. Toque vaginal: útero em anteversoflexão, de volume normal. A ultrassonografia transvaginal revelou útero de volume 102cm3, eco endometrial 5mm e ovários sem anormalidades. Trouxe hemograma com hemoglobina: 11,2mg/dl e hematócrito: 35%; coagulograma normal; TSH e T4 livre: normais; FSH: 14,6mUI/l; Estradiol: 40pg/ml.

Levando em consideração a hipótese diagnóstica e a justificativa para a conduta terapêutica, escolha a alternativa CORRETA.

  • A.

    Suspeita de câncer de endométrio pela presença de espessamento do eco endometrial. Conduta: histeroscopia diagnóstica com biópsia.

  • B.

    Sangramento uterino disfuncional pela ausência de patologia orgânica. Conduta: tratamento hormonal e seguimento com observação dos ciclos menstruais.

  • C.

    Provável hiperplasia endometrial com atipias pela presença de espessamento do eco endometrial. Conduta: curetagem uterina.

  • D.

    Suspeita de hiperplasia endometrial em paciente com prole definida. Conduta: histerectomia total abdominal.

  • E.

    Sangramento uterino disfuncional em paciente com prole definida. Conduta: histerectomia total abdominal com anexectomia bilateral.