Medicina Especialidade Ginecologia

Mulher de 56 anos, 2 Gesta 2 Para, menopausa há 7 anos, sem uso da terapêutica de reposição hormonal com estrogênios ou progestagênios, apresenta fluxo papilar uniductal, unilateral na mama esquerda, de aspecto sanguinolento, em pequena quantidade, com sinal do gatilho positivo localizado na posição equivalente a 2 horas periareolar, sem nódulos palpáveis. Nega doenças crônicas e antecedentes familiares de câncer. A mamografia revelou mamas densas e a ultrassonografia revelou alguns microcistos esparsos em ambas as mamas. Nesse caso,

  • A.

    a causa provável é uma doença benigna.

  • B.

    a próxima etapa é fazer a dosagem da prolactina plasmática.

  • C.

    se a citologia do fluido papilar não identificar células neoplásicas, recomenda-se apenas controle anual.

  • D.

    não há necessidade de dosagem da prolactina plasmática, devendo iniciar, de imediato, tratamento com bromocriptina.

  • E.

    carcinoma de mama é causa frequente para esse tipo de distúrbio.