Medicina Especialidade Ginecologia

Uma gestante de 35 anos de idade, com 38 semanas de gestação, procurou atendimento de emergência e relatou que não fez pré-natal e que não apresentava qualquer doença antes da gestação. Foi constatado o seguinte quadro clínico: cefaleia, dor epigástrica, edema de mãos e pés, pressão arterial de 210 mmHg × 120 mmHg. Os exames complementares evidenciaram anemia hemolítica microangiopática, plaquetopenia (90.000 plaquetas/mm3) e disfunção hepática, com elevação das transaminases, da desidrogenase lática e da bilirrubina total.

Com relação a essa situação clínica, julgue os itens que se seguem.

O tratamento mais efetivo para essa gestante é a associação entre hidralazina intravenosa e sulfato de magnésio, segundo o esquema de Pritchard.

  • C. Certo
  • E. Errado