Medicina Especialidade Ginecologia

Um paciente de trinta e oito anos de idade foi atendido no pronto atendimento médico, relatando que, havia dezesseis horas, passara a apresentar dor epigástrica, de forma súbita e intensa, irradiada para os hipocôndrios (direito e esquerdo), “em faixa”, seguida de náuseas e vômitos. Informou, ainda, ingerir, há mais de dez anos, grande quantidade de bebidas alcoólicas destiladas. Ao exame clínico, o paciente apresentou-se ansioso, com fáscies de dor aguda, sudorético, febril (temperatura axilar de 38,5 ºC), com frequência cardíaca de 100 bpm e pressão arterial de 112mmHg x 62 mmHg. Os resultados dos exames respiratório e cardiovascular não apresentaram anormalidades. Foi identificado que o abdome do paciente estava difusamente doloroso à palpação profunda, mais intensamente na região epigástrica, pouco distendido, com ruídos hidroaéreos presentes e reduzidos, sem sinais de irritação peritoneal, evidenciando também a presença de mancha equimótica na região periumbilical. Os exames complementares solicitados pelo médico assistente confirmaram o diagnóstico de pancreatite aguda.

Com base no caso clínico acima apresentado, julgue os itens que se seguem.

A mancha equimótica constatada na região periumbilical desse paciente é um achado frequente nessa doença; ela corresponde ao sinal de Gray-Turner, cuja base fisiopatogenética é a trombocitopenia, não sendo, contudo, um indicador de prognóstico significativo.

  • C. Certo
  • E. Errado