Medicina Especialidade Ginecologia

Uma mulher de 40 anos de idade, portadora de mastopatia fibrocística, deseja saber se existe relação entre essa patologia e o câncer de mama. Ela relatou que, aos 35 anos de idade, a análise histológica de tecido mamário foi compatível com alterações proliferativas epiteliais. Nessa situação,

a paciente deve ser tranqüilizada e informada que a mastopatia fibrocística com alterações proliferativas epiteliais não aumenta o risco de câncer de mama.

  • C. Certo
  • E. Errado