Medicina Especialidade Ginecologia

A hiperemese gravídica caracteriza-se por vômitos contínuos e intensos que impedem a alimentação da gestante, ocasionando desidratação, oligúria, perda de peso e transtornos metabólicos, com alcalose (pela perda maior de cloro, acarretando hipocloremia, perda de potássio e alterações no metabolismo das gorduras e dos carboidratos). Apoio psicológico e ações educativas desde o início da gravidez, bem como reorientação alimentar, são as melhores maneiras de evitar os casos mais complicados. Nas situações de êmese persistente, o profissional de saúde deve prescrever drogas antieméticas, por via oral ou intravenosa, além de hidratação. Para o controle de hiperêmese gravídica NÃO se recomenda o uso de
  • A. Piridoxina.
  • B. Dimenidrato.
  • C. Prometazina.
  • D. Clorpromazina.
  • E. Sulfato de magnésio.