Medicina Especialidade Hemoterapia

Um paciente, com trinta e três anos de idade, 76 kg, portador de anemia aplástica grave, candidato ao transplante de medula óssea aparentado com doador compatível, é internado no pronto socorro devido a neutropenia febril sem instabilidade hemodinâmica, sangramento gengival ou epistaxe de grande monta. Apresentou-se pálido, prostrado e hemograma com hemoglobina =4,0g%, hematócrito = 16% e plaquetas de 5.000. A última transfusão foi realizada há um mês. O médico plantonista prescreveu antibioticoterapia de amplo espectro, dois concentrados de hemácias irradiadas e filtradas e uma aferese de plaquetas filtradas e irradiadas.

Nessa situação, acerca da indicação de hemocomponentes irradiados e filtrados, assinale a opção correta.

  • A.

    A filtração dos hemocomponentes é contraindicada na prevenção de complicações relacionadas à transfusão de hemocomponentes alogênicos, devido à exposição do receptor de leucócitos do doador.

  • B.

    A irradiação dos hemocomponentes deve ser realizada para pacientes com reação alérgica e portadores de deficiência de IgA e com história prévia de reação anafilática durante transfusões anteriores.

  • C.

    A irradiação dos hemocomponentes é realizada para prevenção da doença do enxerto versus hospedeiro transfusional, complicação imunológica usualmente fatal, causada pela enxertia e expansão clonal dos linfócitos do doador em receptores susceptíveis.

  • D.

    As plaquetas não devem ser submetidas à irradiação, pois têm sua função hemostática alterada.

  • E.

    A prescrição está incorreta, pois a irradiação e filtração não têm indicação nos pacientes candidatos ao transplante de medula óssea. Dessa forma, os hemocomponentes deveriam ser lavados.