Medicina Especialidade Infectologia

Paciente do sexo masculino, 54 anos, é atacado por cão na rua, sem um motivo aparente. Houve grave laceração de braço esquerdo. É levado ao prontosocorro. Ao exame, o médico assistente classificou a ferida como profunda e observou grande quantidade de terra na lesão. O cão fugiu. O paciente informou que o esquema vacinal da infância estava completo. Em relação à profilaxia da raiva, indique a resposta CORRETA:

  • A.

    Procurar o animal agressor por 20 dias e avaliar sua condição de saúde. Apenas após encontrar o animal agressor, indicar esquema profilático para raiva humana.

  • B.

    Como o animal agressor desapareceu (sem condições de observação), fazer somente esquema completo da vacina de cultivo celular, cinco doses, dias 0, 3, 7, 14 e 28.

  • C.

    Se o local onde ocorreu o acidente não é área endêmica para raiva humana, não existe necessidade de observação do animal e indicação de vacina.

  • D.

    O ferimento, embora em membro superior, é classificado como grave. Como o animal agressor não foi observado, deverá ser aplicado soro antirrábico perifocal à lesão. Se necessário, aplicar restante IM na região glútea, sempre em local diferente da aplicação da vacina. O paciente deve ainda receber esquema completo da vacina, cinco doses, dias 0, 3, 7, 14 e 28.

  • E.

    Como o ferimento foi extenso, embora em membro superior, e não havendo condições de observar o animal agressor, deverá ser aplicado imediatamente o soro antirrábico, sem necessidade da vacina.