Medicina Especialidade Infectologia

Uma jovem com 18 anos de idade, G1P0, foi internada na maternidade na 38.ª semana de gestação. Fez 2 consultas pré-natais no centro de saúde. O cartão de consultas não apresentou nenhum resultado de exames laboratoriais, porém verificou-se que, na última visita feita, na semana anterior, a paciente apresentava PA de 150 mmHg × 100 mmHg. À admissão, apresentava desorientação, referia cefaléia, hiperreflexia e PA de 160 mmHg × 110 mmHg. Os batimentos cardiofetais eram de 120-140 bpm, e a cardiotocografia demonstrou padrão normal. O quadro foi diagnosticado como um possível caso típico de pré-eclâmpsia grave.

Considerando as informações apresentadas, julgue os itens a seguir.

No caso, o procedimento correto consiste em internar a gestante imediatamente, solicitar exames laboratoriais e iniciar estabilização com sulfato de magnésio e antihipertensivos.

  • C. Certo
  • E. Errado