Questões de Concurso de Intensiva - Medicina

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 634942

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Intensivista / Questão 31

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Recomenda-se para o tratamento da crise tireóxica a utilização de

  • A.

    iodo, pelo menos uma hora após uso de propranolol.

  • B.

    propiltiouracil, pelo menos uma hora após uso de iodo.

  • C.

    iodo, pelo menos uma hora após uso de propiltiouracil.

  • D.

    propiltiouracil e iodo, simultaneamente.

  • E.

    propranolol, pelo menos uma hora após uso de propiltiouracil.

Questão 634943

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Intensivista / Questão 32

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Uma paciente com sessenta e sete anos de idade foi admitida na UTI, com quadro de coma de origem mal definida. Familiares relataram que a paciente não tinha história de comorbidades, exceto quadro de carcinoma de mama, motivo pelo qual havia sido submetida à mastectomia radical há um ano, permanecendo restrita ao leito nos últimos dois meses. Familiares relataram também que, antes do diagnóstico oncológico, a paciente era mãe e avó proativa. Há cerca de três semanas, iniciou-se quadro de poliúria, polidipsia, anorexia, náuseas e vômitos, fraqueza muscular, acompanhado de confusão mental e sonolência progressiva até que ela não pôde mais ser acordada. O exame físico revelou uma paciente emagrecida, desidratada, discretamente hipertensa e em coma moderado ECG = 10 (verbal = 2; ocular = 3; motora = 5) acompanhado de hipotonia muscular generalizada, sem rigidez de nuca ou sinais localizatórios. Líquor e TC de crânio mostraram-se inespecíficos. Os exames laboratoriais apresentaram os seguintes resultados: Na = 147 meq/L; Htc = 30,0; HCO3 = 29 meq/L; cálcio total = 19,3 mg%; fósforo = 2,5 mg%; magnésio = 1,5 meq/L; ureia = 102 mg%;creatinina = 1,7 mg%; glicemia = 130 mg%.

Diante do quadro clínico apresentado, é correto afirmar que o estado neurológico atual da paciente em questão consiste em

  • A.

    metastatização do carcinoma mamário para sistema nervoso central.

  • B.

    estado demencial avançado.

  • C.

    estado hiperosmolar relacionado à diabetes não insulinodependente, associado à insuficiência renal aguda.

  • D.

    desidratação acompanhada de insuficiência renal aguda prérenal.

  • E.

    hipercalcemia severa relacionada ao carcinoma mamário.

Questão 634944

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Intensivista / Questão 33

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Na insuficiência renal secundária à rabdomiólise,

  • A.

    a conduta correta é diálise peritoneal precoce.

  • B.

    é recomendada hidratação volêmica inicial com coloides e uso de drogas vasoativas como dopamina em dose natriurética.

  • C.

    os diuréticos de alça devem ser utilizados para diminuir o risco de insuficiência renal.

  • D.

    IRA pré-renal é causa bem definida de mecanismo de lesão na rabdomiólise.

  • E.

    deve-se tentar manter o débito urinário maior que 150mL/h.

Questão 634945

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Intensivista / Questão 34

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Com relação à insuficiência renal aguda, assinale a opção correta.

  • A.

    Na necrose tubular aguda, a osmolaridade urinária encontra-se maior que 500 mOsm/L.

  • B.

    Na síndrome hepato-renal, o sódio urinário é menor que 10 meq/L e a osmolaridade urinária é no mínimo 100mosm maior que a plasmática.

  • C.

    Na IRA pré-renal, a osmolaridade está abaixo de 350mOsm/L.

  • D.

    A utilização de dopamina em dose dopaminérgica é conduta indiscutível no tratamento da IRA.

  • E.

    Na IRA pré-renal, a concentração urinária de sódio se encontra próximo de 100 meq/L.

Questão 634946

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Intensivista / Questão 35

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Um paciente, com setenta e três anos de idade, hipertenso, asmático e diabético, foi admitido na emergência de um hospital há vinte e quatro horas com infarto agudo de miocárdico (IAM) de parede inferior, tendo sido tratado com trombolítico. Agora, apresenta-se com diminuição de sensório, hipotensão acentuada, discreta dispneia e frequência cardíaca de 84 bpm, estase jugular importante a 45 graus, sibilos esparsos pulmonares. Foi instalado cateter de Swan-Ganz que mostra: IC = 2,2 L/min/m2, pressão de átrio D = 20 mmHg, pressão de capilar pulmonar = 12 mmHg, índice de resistência vascular sistêmico elevado.

Assinale a opção que indica o provável diagnóstico e a melhor conduta terapêutica inicial nessa situação.

  • A.

    choque cardiogênico/tratamento com altas doses de fármacos inotrópicos e vasodilatadores

  • B.

    edema agudo de pulmão/tratamento com fármacos inotrópicos, vasodilatadores e diuréticos

  • C.

    IAM com comprometimento de ventrículo direito (VD)/tratamento com expansão volêmica, fármacos vasoativo e diuréticos

  • D.

    IAM com comprometimento de VE/tratamento com fármaco vasoativo como dobutamina

  • E.

    IAM com comprometimento de ventrículo direito (VD)/tratamento com expansão volêmica

Questão 634947

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Intensivista / Questão 36

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

O achado de onda V gigante na análise de curvas do cateter de artéria pulmonar (Swan-Ganz) é típico. Assinale a opção que contém a patologia que esse achado traduz.

  • A.

    insuficiência aórtica

  • B.

    insuficiência mitral

  • C.

    embolia pulmonar

  • D.

    tamponamento cardíaco

  • E.

    infarto de ventrículo direito

Questão 634948

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Intensivista / Questão 37

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Um paciente com cinquenta e oito anos de idade, em pós-operatório de cirurgia prostática, apresentou quadro de dispneia súbita e dor ventilatório dependente sem instabilidade hemodinâmica. Após investigação, o paciente recebeu diagnóstico de embolia pulmonar com trombo proveniente de MIE. Um tratamento de anticoagulação foi administrado ao paciente, que, dois dias após, apresentou novo quadro de dispneia e piora da dor torácica, associado a piora do padrão gasométrico com hipoxemia e hipotensão (PAM = 55mmHg). O paciente foi então tratado com dobutamina em doses baixas, o que aumentou a oferta de O2, com melhora do quadro hemodinâmico, até retirada total do fármaco vasoativo, mantendo estabilidade hemodinâmica após retirada droga vasoativa.

Considerando correto o diagnóstico de embolia pulmonar recorrente, assinale a opção que apresenta a escolha terapêutica mais adequada para o paciente em questão.

  • A.

    Iniciar anticoagulante oral e suspender heparina.

  • B.

    Implantar bota pneumática em MMIIS, como medida para evitar novos períodos de trombose e manter heparina profilática.

  • C.

    Utilizar estreptoquinase IV, seguida de infusão contínua de heparina.

  • D.

    Inserir um filtro de veia cava inferior e manter anticoagulação.

  • E.

    Manter apenas heparinização, mesmo em vigência de novos períodos de embolização.

Questão 634949

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Intensivista / Questão 38

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Em relação às enzimas cardíacas, assinale a opção correta.

  • A.

    As enzimas cardíacas têm importância limitada para alguns poucos grupos de pacientes de risco, não sendo utilizadas no diagnóstico de lesão miocárdica.

  • B.

    A troponina C é mais específica que a troponina I.

  • C.

    Abordagem multifatorial envolvendo mioglobina, CKMB e troponina constitui a forma de dosagem mais aceita atualmente.

  • D.

    A mioglobina é a mais sensível, porém é a que mais tardiamente se altera e persiste alta por até dez dias.

  • E.

    Troponina é fundamental para o diagnóstico e se mantém alterada na vigência de IAM por curto intervalo de tempo, em média de doze a trinta e seis horas, normalizando seus níveis após esse tempo.

Questão 634950

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Intensivista / Questão 39

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Com relação à arritmia no pós-operatório de cirurgias torácicas, assinale a opção correta.

  • A.

    A fibrilação atrial é condição rara, em geral, associada a distúrbios metabólicos e ácido-básicos.

  • B.

    A profilaxia da fibrilação atrial deve ser sempre realizada com digitálicos ou bloqueadores de canal de cálcio.

  • C.

    A fibrilação atrial é a manifestação mais comum e seu de tratamento deve ser cardioversão elétrica ou química, de acordo com estado clínico do paciente.

  • D.

    A presença de extrassístoles ventriculares, especialmente no idoso, exige sempre tratamento agressivo com antiarrítmicos, principalmente nas formas monomórficas isoladas, a fim de se evitar evolução para taquicardia ventricular.

  • E.

    O flutter é a condição mais frequente de arritmia no pósoperatório e a abordagem deve ser com fármacos com altas taxas de sucesso, algo em torno de 80 % a 90 % dos casos.

Questão 634951

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Intensivista / Questão 40

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Assinale a opção que apresenta indicação de implante de marcapasso no paciente com IAM.

  • A.

    bloqueio novo de ramo esquerdo

  • B.

    bloqueio novo de ramo direito

  • C.

    BAV de primeiro

  • D.

    fibrilação atrial com frequência de 60 bpm

  • E.

    bloqueio de ramo direito, com bloqueio novo de ramo esquerdo associado à síncope persistente