Medicina Especialidade Intensiva

Uma senhora de 77 anos de idade, negra, com diagnóstico prévio de doença pulmonar obstrutiva crônica, evoluiu com aumento da secreção pulmonar, agora de aspecto purulento, e piora da dispnéia. Ela foi internada em franca insuficiência respiratória. A gasometria mostrou acidose respiratória não compensada, PaO 2 de 50 mmHg e saturação de O 2 de 77% em ar ambiente.

Com referência a esse quadro clínico, julgue os itens que se seguem.

Nesse caso, se a paciente apresentasse fibrilação atrial, com freqüência cardíaca média em torno de 100 bpm, sem hipotensão, a ventilação não-invasiva estaria absoluta e definitivamente contra-indicada.

  • C. Certo
  • E. Errado