Medicina Especialidade Intensiva

Texto V, para responder às questões 42 e 43.

Uma paciente de 27 anos de idade, portadora de nefropatia obstrutiva, foi submetida a procedimento endoscópico para retirada de cálculos ureterais. Foi observada pelo urologista uma drenagem de secreção purulenta. Após a intervenção, ainda na sala de recuperação pós-anestésica, a paciente apresentou quadro de desorientação, taquicardia, febre e calafrios. Medicada com sintomáticos, foi encaminhada à enfermaria. Quatro horas após o procedimento, apresentou hipotensão e só então foi encaminhada para a UTI. Exames laboratoriais colhidos na admissão da UTI mostravam leucocitose importante com trombocitopenia, a gasometria arterial revelava acidose metabólica, e o lactato estava três vezes o valor de referência, função hepática normal, escórias nitrogenadas normais.

Nessa situação, se, no centro cirúrgico, tivesse sido colhido exame laboratorial e houvesse sido identificados os mesmos achados do exame colhido na admissão da UTI, o diagnóstico provável seria

  • A.

    coagulopatia de consumo, devido à trombocitopenia.

  • B.

    insuficiência renal aguda com acidose metabólica.

  • C.

    insuficiência hepática com elevação do lactato.

  • D.

    resposta inflamatória ao trauma cirúrgico com leucocitose.

  • E.

    choque séptico com hipóxia tecidual oculta, elevação do lactato na ausência de hipotensão arterial.