Medicina Especialidade Intensiva

Em um indivíduo adulto, o diagnóstico de morte encefálica é legalmente confirmado quando, após excluídos fatores de confusão como distúrbios acidobásicos, elerolíticos, endócrinos, hipotermia menor que 32 ºC e outros, se constata(m)

  • A.

    ausência de reflexos de tronco cerebral no EEG isoelétrico e no exame neurológico.

  • B.

    arreatividade supraespinhal, prova calórica com ausência de movimentos oculares, teste da apneia com ausência de movimentos respiratórios com 10 minutos de observação ou quando pCO² atingir 55 mmHg.

  • C.

    ausência de atividade elétrica cerebral ou ausência de atividade metabólica cerebral ou ausência de perfusão sanguínea cerebral após dois exames neurológicos, com intervalo de seis horas, positivos para morte encefálica, e após exame confirmatório.

  • D.

    dois EEGs com intervalos de 24 horas em seguida a dois exames neurológicos com 48 horas de intervalo.

  • E.

    taxa de extração de oxigênio pela análise da SJO² associado a exame neurológico.