Medicina Especialidade Intensiva

Uma paciente de vinte e quatro anos de idade foi atendida na emergência com quadro de febre e dispneia, tendo recebido o diagnóstico de infecção viral. Decorridos cinco meses, a referida paciente foi submetida a exame pré-admissional, aparentando estar saudável, negando desconforto e dispneia; PA = 110 mm Hg×70 mm Hg, FC = 80bpm, e Fr = 12 irpm. Seu exame clínico mostrou-se irrelevante, sem B3 e turgência de jugula, exceto por cardiomegalia. O exame eco-bidimensional revelou cardiomegalia e FE = 20% sem anormalidades vasculares.

Nesse caso, a conduta a ser adotada inclui

  • A.

    tratamento com inibidor da ECA e betabloqueador.

  • B.

    tratamento com inibidor da ECA, betabloqueador, diurético e corticoide.

  • C.

    tratamento com inibidor da ECA, betabloqueador, diurético e digoxina.

  • D.

    tratamento com inibidor da ECA e digoxina.

  • E.

    tratamento com orientação, exercícios e educação, visto que a paciente está compensada.