Medicina Especialidade Intensiva

Assinale a opção que apresenta o método profilático mais adequado para um paciente de cinquenta e oito anos de idade, portador de síndrome pós-trombose venosa profunda e que será submetido à gastrectomia total por neoplasia maligna.

  • A.

    Somente heparinização sistêmica plena promove redução de risco de TVP. Esta deve ser suspensa algumas horas antes da cirurgia e reiniciada no primeiro dia de pós-operatório, quando a hemostasia cirúrgica está mais segura.

  • B.

    Iniciar heparina de baixo peso molecular duas horas antes da cirurgia. Havendo intensão de administração superior a quatro horas (meia-vida da enoxaparina), nova dose de heparina de baixo peso molecular deve ser feita no intraoperatório.

  • C.

    Iniciar, doze horas antes da cirurgia, heparina não fracionada ou de baixo peso molecular (dalteparina 5.000 unidades SC ou enoxaparina 40mg SC). Após a cirurgia, repetir a administração a cada doze horas, associada a meias de compressão elástica. Manter profilaxia até que paciente retorne às suas atividades.

  • D.

    Iniciar heparina não fracionada ou heparina de baixo peso molecular duas horas antes do ato operatório. Não é indicado o uso de meias de compressão elástica por haver risco de estase venosa.

  • E.

    A profilaxia de TVP não reduz seu risco. O uso de heparinas traz risco de sangramentos no pós-operatório e, portanto, não devem ser utilizadas.