Medicina Especialidade Intensiva

Uma paciente, de 25 anos, é admitida com história de palpitação com início súbito há cerca de 30min. Refere história prévia de taquicardia, necessitando atendimento em SE. Seu ECG revela a presença de taquicardia (180 bpm) com QRS estreito sem identificação de onda P. Foi realizado manobra vagal sem, contudo, haver reversão da arritmia ou redução da freqüência cardíaca. A conduta terapêutica preferencialmente utilizada é:
  • A. adenosina IV;
  • B. cardioversão elétrica com 300J;
  • C. cardioversão elétrica com 100J;
  • D. heparinização seguida de cardioversão;
  • E. digital IV.