Medicina Perícia Criminal Médico Legista/Necrotomista

As moscas das espécies Hemilucilia semidiaphana e Hemilucilia segmentaria são necrófagas e de comportamento e morfologia muito similares, porém diferem em suas taxas de crescimento e maturação. Ambas as espécies podem se apresentar em simpatria, em ambientes florestais naturais, e desse modo ambas podem colonizar um mesmo corpo em decomposição.

Considerando a entomologia forense, pode-se afirmar corretamente que essas espécies serão úteis para

  • A.

    se caracterizar o local onde o corpo foi encontrado, mas não o intervalo pós-morte, pois a semelhança morfológica e comportamental entre as espécies implica apresentarem, ao mesmo tempo, a mesma sequência de estágios imaturos até que cheguem à fase adulta, o que não permite estimar o intervalo de tempo transcorrido entre a morte e o encontro do corpo.

  • B.

    a investigação, quando se puder identificar a qual ou quais espécies pertencem as formas imaturas presentes no corpo em decomposição, condição na qual se poderá estimar o intervalo pós-morte.

  • C.

    a investigação, quando ambas as espécies forem encontradas no mesmo corpo em decomposição, pois, ainda que não se identifiquem as espécies, a presença de diferentes estágios imaturos desse gênero permitirá estimar o intervalo pós-morte.

  • D.

    se caracterizar o local onde o corpo foi encontrado, mas não o intervalo pós-morte, pois as diferenças nas taxas de crescimento entre as espécies não permitem que se façam estimativas sobre o intervalo de tempo transcorrido entre a morte e o encontro do corpo.

  • E.

    a investigação, se no corpo em decomposição estiver se desenvolvendo somente uma das espécies do gênero, situação na qual as formas imaturas se apresentarão no mesmo estágio de desenvolvimento, permitindo estimar o intervalo pós-morte.