Medicina Especialidade Mastologia

Na quimioprevenção do carcinoma da mama, com relação a estudos para ava-liar a utilização de IGF-I (fator de crescimento insulina símile) como marcador biológico substituto, podemos afirmar, EXCETO:
  • A. A ampla variabilidade interindividual dos seus níveis o torna potencialmente utilizável para avaliação individual de risco.
  • B. É um mitógeno potente, previne a apoptose e é oncogênico.
  • C. Prediz o risco de carcinoma de mama na pós-menopausa.
  • D. Altos níveis plasmáticos se associam a um risco 4 vezes maior de carcino-ma de mama na pré-menopausa.