Questões de Concurso de Medicina do Trabalho - Medicina

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 924542

Cargo: / Questão 32

Banca:

Nível:

Uma paciente, de trinta e quatro anos de idade, previamente hígida, assintomática e sedentária, procurou atendimento médico. A paciente havia sido diagnosticada com hipertensão arterial sistêmica (HAS), há duas semanas, mas não iniciou nenhum tratamento. Na consulta, ela informou que estava usando contraceptivo oral havia dois meses. A paciente negou tabagismo, etilismo e histórico familiar de HAS ou doença cardiovascular. No exame físico, constataram-se índice de massa corpórea (IMC) de 24 kg/m2; pressão arterial de 149 mmHg × 94 mmHg (média de três medidas); frequência cardíaca de 74 bpm; e circunferência abdominal de 78 cm. Outros exames apresentaram os seguintes resultados: triglicerídeos de 102 mg/dL; colesterol total de 184 mg/dL; HDL colesterol de 66 mg/dL; LDL colesterol de 98 mg/dL; e glicemia de jejum de 88 mg/dL. O eletrocardiograma e os demais exames laboratoriais não apresentaram alterações relevantes.

Nesse caso clínico, o médico deve

  • A. recomendar a suspensão do anticoncepcional e iniciar o tratamento não farmacológico para a HAS.
  • B. solicitar teste ergométrico e MAPA de vinte e quatro horas para estratificação do risco cardiovascular.
  • C. prescrever hidroclorotiazida para uso imediato.
  • D. informar a paciente sobre a benignidade do caso e recomendar uma reavaliação após um ano.

Questão 924543

Cargo: / Questão 33

Banca:

Nível:

Os efeitos mais comuns do uso de terapia antirretroviral altamente ativa (HAART) em pacientes com HIV (Human Immunodeficiency Virus) são
  • A. lipodistrofia e aumento da resistência insulínica.
  • B. hipotireoidismo e lipodistrofia.
  • C. hipotireoidismo e aumento da resistência insulínica.
  • D. hipoadosteronismo e aumento da resistência insulínica.

Questão 924544

Cargo: / Questão 34

Banca:

Nível:

Assinale a opção que corresponde ao tipo mais comum de anemia associada à insuficiência renal crônica.
  • A. normocrômica macrocítica
  • B. hipocrômica macrocítica
  • C. normocrômica normocítica
  • D. hipocrômica microcítica

Questão 924545

Cargo: / Questão 35

Banca:

Nível:

Um paciente, de sessenta e cinco anos de idade, em uso de sinvastatina e ácido acetil salicílico, para a prevenção de eventos cardiovasculares, realizou uma endoscopia digestiva alta (EDA), devido a uma investigação de anemia. O paciente não apresentava sinais que indicavam perda de peso, hematoquezia ou melena, mas a EDA revelou gastrite do antro erosiva leve e um pólipo gástrico de 1,4 cm. Realizou-se biópsia sem a excisão completa do pólipo gástrico. O resultado da biópsia mostrou gastrite sem evidências de Helicobacter pylori e um adenoma tubular com baixo grau de displasia.

Nesse caso clínico, o médico deve

  • A. realizar polipectomia gástrica por via endoscópica.
  • B. solicitar dosagem de antígeno carcinoembrionário.
  • C. realizar uma ultrassonografia endoscópica.
  • D. recomendar a reavaliação com EDA após um ano.

Questão 924546

Cargo: / Questão 36

Banca:

Nível:

Uma paciente, de sessenta e seis anos de idade, previamente hígida, referiu que há três dias apresenta quadro de adinamia, anorexia, picos febris (> 38,5o C), sintomas acompanhados de tosse produtiva com escarro purulento e dispneia. No exame físico, a paciente estava orientada; febril; acianótica; frequência cardíaca de 106 bpm; frequência respiratória de 24 irpm; saturação de oxigênio em ar ambiente de 91%; e pressão arterial de 102 mmHg × 64 mmHg. A ausculta pulmonar revelou estertores crepitantes em terço inferior do pulmão direito. Ademais, não foram observadas alterações significativas. O raio X do tórax evidenciou consolidação no lobo inferior do parênquima pulmonar direito. Os exames laboratoriais mostraram hemograma com 13.090 leucócitos e sem desvio à esquerda; ureia = 56 mg/dL; ecreatinina = 1,3 mg/dL. Os demais exames não revelaram alterações relevantes.

Nesse caso clínico, a melhor abordagem terapêutica para a paciente consiste no(a)

  • A. internação na enfermaria para tratamento com levofloxacina.
  • B. internação na unidade de terapia intensiva para tratamento com ceftazidima.
  • C. tratamento ambulatorial com amoxicilina.
  • D. tratamento ambulatorial com azitromicina.

Questão 924547

Cargo: / Questão 37

Banca:

Nível:

Uma paciente, de trinta e dois anos de idade, foi diagnosticada como portadora de hipotireoidismo devido à tireoidite de Hashimoto, há seis anos. Vem recebendo tratamento adequado com 88 mcg de levotiroxina há cinco anos. Até recentemente, ela apresentava boa resposta clínica e bioquímica ao referido tratamento. A paciente informou que, há dois meses, começou a usar anticonceptivo oral e, nos últimos trinta dias, vem apresentando cansaço e intolerância ao frio. No exame físico, não foram constatadas alterações significativas. O resultado do TSH (thyroid-stimulating hormone) foi de 11,2 mU/L (valor de referência: 0,3 – 4,0 mU/L), e o da T4 livre (tiroxina livre) foi de 1,2 ng/dL (valor de referência: 0,7 – 1,5 ng/dL). Os demais exames não mostraram alterações relevantes.

Nesse caso clínico, a melhor abordagem terapêutica inclui

  • A. solicitar a dosagem de anticorpos antitiroperoxidase para avaliar a severidade da tireoidite de Hashimoto.
  • B. recomendar o uso do anticonceptivo oral com intervalo de doze horas após o uso de levotiroxina e reavaliar a paciente em dois meses.
  • C. aumentar a dose de levotiroxina para 100 mcg e reavaliar a paciente em dois meses.
  • D. acrescentar liotironina e reavaliar o quadro dessa paciente em dois meses.

Questão 924548

Cargo: / Questão 38

Banca:

Nível:

O investigador deve limitar-se a observar e analisar a relação existente entre a presença de fatores de riscos ou características e o desenvolvimento de doenças em grupos da população, ou seja, os participantes devem ser observados por um período de tempo, para que sejam verificadas mudanças na frequência da ocorrência da enfermidade associada à presença do fator de risco (estudo longitudinal). Essa definição corresponde ao estudo
  • A. de séries temporais.
  • B. de caso controle.
  • C. de coorte.
  • D. clínico não randomizado e controlado.

Questão 924549

Cargo: / Questão 39

Banca:

Nível:

Um homem, de trinta e oito anos de idade, sem antecedentes patológicos e queixas, procurou uma unidade de saúde para realizar exame periódico. No exame físico, constatou-se que o paciente estava eupneico e acianótico; bom estado geral; pressão arterial de 114 mmHg × 66 mm/Hg; frequência cardíaca de 68 bpm; e ritmo cardíaco regular em dois tempos sem sopros. O restante do exame físico foi normal. Os exames laboratoriais e o ecocardiograma não mostraram anormalidades. O eletrocardiograma (com calibração padrão), que foi realizado na chegada ao pronto atendimento, é mostrado na figura a seguir.

Nesse caso clínico, o médico deve

  • A. prescrever amiodarona.
  • B. prescrever anticoagulação oral plena.
  • C. orientar o paciente sobre a benignidade do caso.
  • D. solicitar teste ergométrico e Holter de vinte e quatro horas, para a estratificação do risco cardiovascular.

Questão 924550

Cargo: / Questão 40

Banca:

Nível:

Em relação ao vírus Zika, assinale a opção correta.
  • A. O vírus Zika pertence à família Circoviridae.
  • B. A mielite transversa é uma possível complicação neurológica identificada nos pacientes infectados pelo vírus Zika.
  • C. O teste de reação em cadeia de polimerase transcriptase reversa (rRT-PCR) para o vírus Zika exclui o diagnóstico da doença se o resultado for negativo.
  • D. O Zika é um vírus com genoma DNA de fita simples.

Questão 924551

Cargo: / Questão 41

Banca:

Nível:

Em pacientes com suspeita de estado hipermetabólico devido a sepse ou a traumatismo, é possível fazer a medição do gasto energético à beira do leito pelo método da calorimetria indireta. A respeito desse assunto, assinale a opção correta.
  • A. A elevação da produção energética causa baixa produção de CO2.
  • B. A ureia é o principal subproduto do catabolismo proteico.
  • C. Pacientes nos extremos de peso não se adéquam a esse método.
  • D. O equilíbrio proteico não pode ser calculado a partir da ureia nitrogenada na urina (UNU).