Medicina Especialidade Medicina do Trabalho

Nas plantas industriais, um dos agentes nocivos mais presentes é o do Nível de Pressão Sonora Elevado. Para evitar o desenvolvimento de perdas auditivas ocupacionais, é necessário que seja feito um bom trabalho de identificação e controle desse risco. Para tal, é necessário avaliar o Nível de Pressão Sonora do ambiente de trabalho, pelo uso de métodos adequados a cada característica de som e de atividade do trabalhador. Assim, criam-se os Grupos Homogêneos de Exposição (GHE) a fim de que se possam tomar as medidas de controle, seja com o controle na fonte de emissão sonora ou com o uso de EPI bem dimensionado para o empregado. Nesse contexto, sobre a dosimetria do Nível de Pressão Sonora, foram feitas as afirmações a seguir.

I - Para indivíduos com posição de trabalho fixa e som contínuo, é sempre necessário o uso de medição direta com dosimetria estendida a pelo menos um ciclo de trabalho.

II - Para indivíduos com posição de trabalho móvel e com grandes variações no Nível de Pressão Sonora em seu ambiente de trabalho, deve sempre ser feita medição direta com dosimetria estendida à jornada de trabalho.

III - Para sons de impacto, o dosímetro deve ser ajustado com filtro de ponderação A e constante de tempo fast.

IV - Para sons contínuos, o dosímetro deve ser ajustado com filtro de ponderação A e constante de tempo fast.

É(são) correta(s) APENAS a(s) afirmação(ões)

  • A.

    I

  • B.

    II

  • C.

    I e II

  • D.

    III e IV

  • E.

    II, III e IV