Medicina Especialidade Medicina do Trabalho

Trabalhador de 40 anos de idade desenvolve atividades laborativas em processo de controle de bombeamento de petróleo há 2 anos. Em sua história ocupacional, consta que realizou atividade de limpeza de tanques de combustíveis por 8 anos. Fez admissional e periódicos com avaliação clínica e exames complementares, incluindo hemograma completo, transaminases (AST e ALT), gama glutamil transferase, bilirrubinas totais e frações e LDH, todos com valores dentro da normalidade. Apresenta queixas de mialgia generalizada refratária a medicamentos. O Médico do Trabalho deverá utilizar as orientações contidas nas NR-7, NR-15, Anexos 13 e 13 A, e na Portaria no 776/04, do Acordo do Benzeno, para nortear sua investigação diagnóstica em trabalhador suspeito de doença ocupacional. Nesse caso, as principais patologias que devem entrar em diagnóstico diferencial são

  • A.

    septicemia e bacteremia.

  • B.

    colagenoses e viroses.

  • C.

    carências alimentares e alcoolismo.

  • D.

    intoxicações por agrotóxicos e drogas de abuso.

  • E.

    alcoolismo e paracoccidioidomicose.