Medicina Especialidade Medicina do Trabalho

Homem de 28 anos de idade trabalha em plataforma de petróleo há 4 anos, na atividade de mecânico de manutenção. Relata que sua atividade o deixa exposto à vibração e que, ao realizar recuperação de ductos e sistemas de exploração de petróleo, tem contato com produtos químicos. Nas duas últimas semanas, inalou hidrocarbonatos orgânicos ou tinta com ligantes hidrófobos por 1 hora/dia. Foi informado pelo Engenheiro de Segurança que a dose do produto se encontra em níveis considerados de ação e sua tarefa foi realizada em ambiente ventilado. Apesar dessas explicações, iniciou quadro de tonteira, cefaleia e náuseas. O Médico do Trabalho deverá identificar e classificar o grau de intoxicação, analisando os sintomas dos trabalhadores para fundamentar tomada de decisões. Com base nos sintomas, a sequência que identifica intoxicação por hidrocarbonatos orgânicos em grau muito elevado, com ação de emergência médica, está em:

  • A.

    irritação cutânea, cefaleia, tonteira e náuseas.

  • B.

    cefaleia, distúrbios visuais, ardência em nariz e garganta.

  • C.

    fadiga, dispneia, palidez mucosa e tonteira.

  • D.

    tonteira, diarreia, vômitos, desorientação e confusão mental.

  • E.

    convulsões, arritmia cardíaca, palidez mucosa e dispneia.