Medicina Especialidade Medicina do Trabalho

Mulher de 33 anos procura pronto-atendimento por quadro de dor em membro inferior direito há 3 dias. É asmática em uso irregular de corticóide inalatório, tabagista eventual e usuária de anticoncepcional oral há vários anos. Ao exame clínico inicial apresentava-se consciente e orientada, frequência cardíaca de 80 bpm, frequência respiratória de 16 mrpm, pressão arterial de 138 × 86 mmHg, murmúrios vesiculares presentes bilateralmente sem ruídos adventícios, bulhas rítmicas normofonéticas sem sopros, membro inferior direito com edema e empastamento de panturrilha, e dor importante à dorsiflexão do pé.

Enquanto aguardava a realização do exame, a paciente evoluiu com quadro de dispnéia súbita e dor torácica seguida de síncope. Foi removida para sala de emergência, onde foi iniciada monitorização cardíaca revelando o seguinte traçado:

A principal hipótese para a piora aguda do quadro e o diagnóstico do traçado eletrocardiográfico são:

  • A.

    crise asmática grave e fibrilação atrial.

  • B.

    tromboembolismo pulmonar e fibrilação atrial.

  • C.

    infarto agudo do miocárdio e taquicardia ventricular.

  • D.

    tromboembolismo pulmonar e taquicardia ventricular.

  • E.

    crise asmática grave e taquicardia atrial.