Medicina Especialidade Medicina do Trabalho

Atenção: Para responder às questões de números 31 e 32, considere o caso a seguir:

Eunice trabalhou como empregada doméstica informal desde a adolescência e só ao atingir os 50 anos, preocupada com seu futuro, resolveu associar-se à Previdência Social. Após alguns meses de recolhimento foi diagnosticada com doença grave degenerativa, rapidamente progressiva e de causa não relacionada ao trabalho. A perícia da Previdência Social revelou- a incapaz para trabalhar.

Supondo que Eunice tenha direito à aposentadoria por invalidez e necessite de auxílio permanente de outra pessoa a aposentadoria consistirá em

  • A.

    uma renda mensal correspondente a 91% do saláriobenefício, acrescida de 20% pela necessidade de auxílio permanente.

  • B.

    um acréscimo de 25% pela necessidade de auxílio permanente, sendo este acréscimo incorporável ao valor da pensão, quando da sua morte.

  • C.

    uma renda mensal correspondente a 100% do salário- benefício, acrescida de 25% pela necessidade de auxílio permanente.

  • D.

    um acréscimo de 15% pela necessidade de auxílio permanente, não sendo este acréscimo incorporável ao valor da pensão, quando da sua morte.

  • E.

    uma renda mensal correspondente a 91% do saláriobenefício, acrescida de 15% pela necessidade de auxílio permanente.